Palavras Escritas

                Lembro de sempre escutar sobre como nunca se deve deixar por escrito algo que no futuro poderia comprometer a opinião futura. Algo como: palavras escritas na areia do tempo pode fazer com que elas desapareçam, na pedra são para sempre. Em outras palavras, algo que sempre escutei era: pense duas vezes antes de escrever e publicar algo. Creio que esse é um dos aprendizados que a vida me mostrou que não é bem assim.

                Escrever é bom, mesmo que lá no futuro possa acontecer algo que de alguma forma resinifique que o que foi escrito. Escrever, em minha opinião, ajuda a deixar claro até para nós mesmos o que pensamos, o que somos, e o que acreditamos.

                A verdade pessoal é muito voltada ao conjunto de vivências que temos, a verdade sobre uma pessoa contada por um terceiro poderá normalmente vir acompanhada de uma opinião ou de uma análise de um fato vivido por ela.

                Antes escrever este post fiquei pensando: “O que é que eu pensava que sabia e o que é que eu sei hoje sobre escrever?”. Conclui que eu pensava eu sabia que era melhor não escrever (e publicar), pois o que é escrito fica registrado e isto parecia ser algo não muito positivo.

                Pois bem é positivo. É uma forma de concretizar o momento vivido. Não irá mudar os fatos vividos por uma pessoa, que merecem ser descritas pela pessoa que os viveu.

                Por onde vou com tudo isso? Vou pelo caminho novo que é o caminho deixar por escrito o que acredito e o que conheço como verdade. Sem palavras escritas, muitas vezes amor, atitudes, ações não consegue comunicar intensões de forma real. O que palavras escritas conseguem. Isso que eu pensava que sabia, que era melhor evitar escrever, encontro ao contrário, escrever é libertador.

Assim quero dizer que estou feliz em poder escrever e em poder comunicar estas verdades que eu pensava que sabia que hoje vejo de forma muito diferente, ou vejo confirmadas. Esses pensamentos sou eu dizendo durante a segunda etapa de minha vida. Escrever é libertador e fará com que no futuro quem sabe 30 anos eu possa ver e entender melhor quem era essa mulher de 50 anos. Que a cada ano que passa se aproxima mais da idade de mamãe, no momento da vida dela quando foi viver no plano superior junto ao nosso Senhor .

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s